-A BÍBLIA É A INERRANTE PALAVRA DE DEUS.

-A BÍBLIA É A INERRANTE PALAVRA DE DEUS.

 

A BÍBLIA É A INERRANTE PALAVRA DE DEUS.

 

Vejamos: A Bíblia Sagrada foi escrita por 40 autores diferentes, no total 66 livros: 39 no antigo,  e 27 no Novo Testamento.Contém 1.189 capítulos e 31.173 versículos. O capítulo mais curto é o Salmo 117, e o mais longo Salmo 119. O versículo mais curto de toda a Bíblia, é o de S.Lucas 20:30. Escrita em 03 idiomas diferentes: AT. Hebraico, alguns textos no dialeto aramaico; NT. Grego popular da época, chamado Kurrinê.

Os primeiros livros compilados foram: Gênesis, Levítico, Números, Deuteronômio, há mais ou menos 1.400 AC. (antes de Cristo); os últimos S. João e Apocalipse, 90 DC (depois de Cristo), ou seja, antigo e novo Testamento escrito durante um período de mais ou menos 1.500 anos. Os 40 escritores  tiveram formação educacional e cultural totalmente diferentes. Ex: Josué era General, Daniel político no primeiro escalão da Babilônia, (obviamente não como a maioria esmagadora dos de hoje); Amós boiadeiro, Lucas médico, Davi pastor de ovelhas, o qual Deus o transformou em Rei de Israel; Pedro pescador, Mateus coletor de impostos etc. Escreveram nas situações mais adversas; ex.: Ezequiel no cativeiro da Babilônia; o apóstolo Paulo na prisão em Roma; Davi Salmos, peregrinando pelo deserto; Jeremías dentro do calabouço etc.

O Senhor Jesus Cristo dando as últimas instruções aos seus discípulos quando aqui esteve em forma humana, no livro de S.João 16:08-11, disse que o Espírito Santo nos convence do pecado, da justiça, e do juízo. E que o mesmo Espírito nos ensina todas as coisas, e nos faz lembrar de tudo o que nos tem dito, S.João 14:26. E ainda, nos conduz e nos guia em toda a verdade. (JESUS).S. João 16:13. Flávio Jozefo historiador, disse que nada poderia ser acrescentado, nem tirado. Ver Apocalipse 22:18 e 19.

Na Igreja Católica Apostólica Romana, antigos rabinos contratados para a tradução da Bíblia do hebraico para o grego, chamado de (Septuaginta), incluíram os livros apócrifos ou deuterocanonicos: Tobias, Judite, Sabedoria de Salomão, Eclesiástico, Baruque, Epístola Jeremías, I-II Macabeus, mais os acréscimos a Daniel e Esther. Não os reconhecemos como livros canônicos, pois Jesus e os apóstolos em momento algum os citaram no Novo Testamento. Orígenes um dos pais da Igreja Primitiva não os aceitou; S. Jerônimo o primeiro Padre tradutor da Bíblia do grego para o latim (Vulgata Latina), também não. Santo Agostinho rejeitou-os dizendo que eles eram inferiores; os judeus no Concílio judaico de Jamia 90 DC, tiveram a mesma posição. A Igreja Católica Apostólica Romana, só os colocou depois da Reforma Protestante, por Martinho Lutero em 1517.

Diante de tantos percalços e circunstancias milenares, é inquestionável a veracidade das Sagradas Escrituras, II Timóteo 03:16; principalmente pelo fiel cumprimento de suas profecias.Amém. E Jesus completou no seu sermão profético: O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar. Mateus 24:35. Que Deus em Cristo os abençoe!

 

Pb. Ginaldo Américo

E.Mail: ginaldoamerico@gmail.com