-DIFICULDADES... PARA O NOSSO APRIMORAMENTO!

-DIFICULDADES...  PARA O NOSSO APRIMORAMENTO!

Meditação: Três vezes roguei ao Senhor que o tirasse de mim. (2 Coríntios 12:8)

Pensamento: Deus usa as nossas dificuldades para desenvolver em nós a imagem de seu Filho.

Leitura: 2 Coríntios 12:7-10.

 

Mensagem: Eu tenho um amigo solteiro que ora intensamente, pedindo a Deus para diminuir ou remover o seu impulso sexual, que lhe causa constantes tentações. Da forma mais gentil possível, eu digo a ele que duvido que Deus irá responder esta oração de forma como ele quer. É mais provável que ele tenha que aprender a fidelidade da maneira como todos a aprendem: através da disciplina, da comunhão e constantes súplicas de dependência. Por qualquer que seja a razão, Deus permite que este mundo caído permaneça no seu estado de decadência por um longo período. Deus parece valorizar o caráter mais do que o nosso conforto. Muitas vezes ele usa os próprios elementos que nos causam o maior desconforto como seus instrumentos para moldar o caráter. Essa foi a realidade na vida do apóstolo Paulo, que orou, sem êxito, para que seu misterioso "espinho na carne" fosse removido (2 Coríntios 12:8). Na minha própria vida, tento permanecer acessível a novas realidades, não culpando a Deus quando minhas expectativas não se realizam. Procuro confiar no fato de que ele me guiará entre os fracassos, em direção a uma renovação e um crescimento. Estou buscando a confiança de que "Deus sabe o que é melhor" sobre como este mundo funciona. Percebo que a forma como eu gostaria que Deus agisse não traz os resultados que espero ter. Quando Deus enviou seu filho, sem pecado, cheio de graça e verdade, nós o matamos. Deus permite coisas que ele próprio não preferiria, a fim de conseguir um alvo maior.

 

Fonte: Philip Yancey