-ELIMINANDO O PROBLEMA

-ELIMINANDO O PROBLEMA

 

-ELIMINANDO O PROBLEMA

Certo dia, num mosteiro, com a morte do guardião, foi preciso encontrar um substituto. Convocou-se, então, uma reunião de todos os discípulos para descobrir quem seria o novo sentinela.

 

O mestre, com muita tranquilidade, falou: - Assumirá o posto aquele que primeiro conseguir resolver o problema que eu vou apresentar.

 

Então ele colocou uma mesinha no centro da enorme sala e, em cima dela, um valioso vaso de porcelana. - Eis aí o problema - disse ele!

 

Todos ficaram olhando o vaso belíssimo, tentando adivinhar qual era o problema com aquele vaso. Nesse instante, um dos discípulos pegou um porrete e, para espanto dos demais, destruiu tudo, o vaso e a mesinha de centro. Depois voltou para seu lugar.

 

Imediatamente o mestre disse: - Senhores já têm um novo guardião.

 

- Por que ele foi escolhido, mestre? Indagaram os demais.

 

- Porque ele eliminou o problema. Não importa o quão caro, bonito ou inocente ele aparente ser, se é um problema, precisa ser eliminado;  obviamente pela via legal.

 

Existem coisas que, aos nossos olhos, são inofensivas, mas que são problemas que precisam ser eliminados. Precisamos ter coragem para eliminar os problemas que nos afastam de Deus por mais que pareçam inofensivos.