-RESPIRAMOS O SOPRO DIVINO

-RESPIRAMOS O SOPRO DIVINO

-RESPIRAMOS O SOPRO DIVINO

“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente”. Genesis 02:07.

 

Ai está com toda a clareza, a nossa origem. Significa que o ar que respiramos, é sopro divino.

Isto nos leva a fazer algumas reflexões.

Por que o ser humano sente um vazio que o deixa num estado de fragilidade e insegurança, ao passo que vai buscar no álcool, drogas, sexo etc., acalanto para suas aflições, angustias e desapontamentos na vida?

Durante esta semana tem sido noticiado com muita freqüência através de toda a mídia, os casos muito tristes: da cantora Amy Winehouse sua morte trágica, e ainda sobre a internação da atriz Vera Fischer; e um numero sem fim de pessoas famosas ou não, com o problema das drogas. Uma epidemia com o surgimento de novas drogas sintéticas mais pesadas, com alto poder de destruição de suas vítimas.

Daí, surge uma grande interrogação de o porquê desses episódios cada vez mais freqüente na vida das pessoas.

Imaginemos quantas vezes inspiramos e expiramos em apenas um minuto, o ar para os nossos pulmões. Isto é uma prova inequívoca da nossa total dependência do grande Deus criador. Portanto é fundamental a nossa comunhão constante com ele e sua palavra a (Bíblia Sagrada), que é o nosso Manual de fabricação.

Tenho a experiência pessoal de convivência relacional com o divino em quase meio século da minha existência, ou seja  desde a minha adolescência; sem a qual minha vida seria insuportável. As relacionadas com a religião

institucionalizadas, para mim foram decepcionantes. Assim sendo, resolvi desenvolver este relacionamento de forma independente; e como tenho sido suprido de forma sobrenatural e plenamente satisfatória.

Assim sendo, recomendo o seu envolvimento com o sobrenatural de forma concreta; com toda a cautela, porque os falsos discipuladores estão por toda a parte e a comprovação está em pessoas que se envolveram com líderes, suas instituições religiosas, e amargaram frustrações, decepções; sofreram exploração financeira, sentimental, emocional etc.

No antigo testamento Deus habitava no templo, ou seja, entre quatro paredes. A Bíblia diz que no momento em que Jesus de Nazaré se oferecia de forma espontânea, numa morte sacrificial por nós naquele madeiro; o véu do templo lá em Jerusalém ou cortina que separava o auditório do chamado Santo dos Santos, onde Deus habitava literalmente; rasgou-se de cima para baixo. S. Lucas 23:44 e 45 (note que foi de cima para baixo, não de baixo para cima). Apartir daquele momento, o livre acesso entre nós e o Pai Celestial, havia sido restabelecido definitivamente; desde a sua interrupção lá no jardim do Éden, com a queda de nossos pais Adão e Eva. Gênesis 03:23.

De modo que agora a orientação neotestamentária é a seguinte:

1.    Deus não habita em templos feitos por mão de homens. Atos 7:47-49 e 17:24-25.

2.    O nosso corpo é o templo do Espírito Santo. I Cor. 6:19.

Reconheço que um novo convertido ao Evangelho de Cristo, necessita de discipulado adequado; contudo acho pouco prudente e seguro a pessoa se entregar a qualquer discipulador. Você mesmo examinando a Bíblia Sagrada e pedindo a Deus o discernimento e entendimento dela, será mais proveitoso. Comece pelo Novo Testamento e terá as maiores lições de vida, caráter, integridade e exemplos de fé genuína, daquele que durante seus últimos três anos de vida aqui nesta terra; deixou-nos um legado mais que suficiente para que nos tornemos seus seguidores. Isto sem usurpar e explorar ninguém, como infelizmente hoje muitos estão fazendo; usando o seu nome indevidamente.

 

Sinceramente,

 

Ginaldo Américo dos Santos.