Tolerância Zero...

Tolerância Zero...

Tolerância Zero...

Wagner,

Concordo com seus pensamentos. Devemos ser os primeiros a denunciar o que está errado, mesmo que os erros aconteçam na nossa sala de visita. Sem nos tornarmos implacáveis e intolerantes, mas firmes na defesa do que é direito e da justiça.

Abraços,

Ricardo

 

nome: Wagner Medeiros

assunto: Tolerância zero

mensagem: Amado irmão Ricardo.

Tenho acompanhado as mensagens do irmão, tanto via rádio como via internet e queria compartilhar com sua revolta.

Há anos nós acreditavamos que a situção do nosso pais melhoraria quanto tivessemos uma bancada evangélica e até um presidente crente.

Acreditavamos que maldições pairavam sobre Brasilia e a unica solução era eleger pessoas crentes.

É, o tempo passou e desde a constituição de 89, as maracutaias envolvendo políticos evangélicos cresceu vergonhozamente. O que não cresceu foram as vozes que se levantaram para denunciá-los antes que fossem alardeadas pela imprensa. Continuamos engessados pelo espírito corporativista que nos faz pensar que denunciar um irmão, se inconformar, se expor, é pecado diante se Deus. Deus ama o pecador mas não tolera o pecado. É tolerancia zero.

Jesus disse que um pouco ! de fermento leveda toda a massa. A politica de segurança máxima implantado pelos EUA contra a volencia e pela Italia contra as máfias deixa claro que para expurgar esse mal é necessário tolerancia zero com qualquer tipo de ilegalidade. Temos que exigir uma reforma ética ja, que parta de dentro de nossas igrejas, é inadimissível que mentalidades maquiavélicas como “o fim justificam os meios”, permeiem nossas igrejas. Nas próximas eleições, tolerância Zero.

Paz irmão!